Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um dia faço um blog

Ando aqui num dilema desgraçado.

Gosto bastante do ginásio que frequento. Tem um bom espaço, bom ambiente, excelentes aulas de grupo, óptimos profissionais e fica muito perto de minha casa.

Pago aproximadamente quarenta euros por mês e tenho acesso ilimitado a todos os espaços e a qualquer hora. A saber: piscina, zona spa com óptimas condições, sala de fitness com máquinas e todo o tipo de apetrechos mais que suficientes para realizar um treino diversificado e completo, parque de estacionamento gratuito para utente e aulas de grupo dinâmicas e divertidas. Além disso não tem período de fidelização, pelo que se quiser desistir a qualquer altura não estou presa a um contrato de 12 meses. 

Ora, tudo muito bonito, eis senão quando consulto a minha conta e vejo que foram retiradas TRÊS mensalidades num período de sete dias do mesmo mês.

O pagamento das mensalidades é sempre feito por débito direto. Recordo-me que quando me inscrevi torci um bocado o nariz. Confesso que não sou fã que mãos alheias mexam na minha conta. Perguntei se era possível realizar o pagamento todos os meses no balcão, pelo que me foi respondido que não. Acedi e inscrevi-me. Afinal de contas, todos os outros ginásios que frequentei funcionavam da mesma forma e nunca tinha tido problema algum. 

Parece que este ginásio em questão teve problemas com a entidade bancária, sendo que tiveram três meses seguidos sem retirar as mensalidades aos utentes. Depois do problema do banco estar resolvido: pumba! Toca de sacar 120 euros da conta do pessoal, tudo no mesmo mês. Se são como eu, e não consultam frequentemente o extrato da vossa conta, aviso-vos desde já que estão a cometer um grande erro. Que dor, meus amigos, que dor. 

Estou muito chateada com isto, digo-vos francamente. O meu ginásio do coração, fofinho que só ele, nem se dignou a enviar um email ou a fazer um telefonema a avisar que iriam dar um tombo no orçamento dos tantos utentes que, tal como eu, não estavam a contar com 120 euros a menos na conta logo depois da época natalícia.

Fico chateada, claro que fico chateada. A minha vontade é sair de lá e não olhar mais para trás. Mas bolas, eu não queria. Por outro lado estou absolutamente chateada. Acho um abuso de confiança, nem sei sequer se é legal e considero uma falta de respeito para com os utentes que frequentam aquele espaço e que confiaram os seus dados bancários para serem retirados quarenta euros mensais. 

Vamos lá ver: não é que não achasse que eles teriam que retirar o dinheiro. Mas porra, deviam avisar as pessoas, não? Falar com elas e, sei lá, perguntar-lhes qual a melhor forma de realizar o abate de três mensalidades . Questionar se seria conveniente invadirem as suas contas para, em sete dias, retirarem 120 euros. Ou, melhor ainda, terem avisado que estavam com problemas bancários, pelo que não seria possível retirar as mensalidades durante alguns meses. Enfim, lamentável.

Agora olhem, estou para aqui sentada, com a mala do ginásio ali à espera de ser preparada para ir treinar uma horita, sem saber se será a última vez. 

Que fariam vocês, meus ilustres leitores? Mandavam o ginásio aos alhos e procurariam outros, ou perdoariam este erro fatal que me deixou a espumar de fúria? 

8 comentários

Comentar post