Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um dia faço um blog

Dia dos namorados - Ideias simples e lamechas #1

Bom , parece que estamos a chegar a um dos dias mais cutxi-cutxi do ano.

Já vi que chegou a altura em que começam a pensar no que oferecer à vossa cara-metade.  Excepto se não a tiverem, claro. De qualquer forma, para quem não tiver uma pessoa para dar dores de cabeça para mimar neste dia, guardem estas minhas dicas porque poderão ser-vos úteis um dia.

Ora bem, neste post trago-vos duas ideias simples mas bem lamechas, como se quer.

 

1. Encher o carro com post-it com mensagens fofinhas. Claro que não precisam de ser milhares de papéis a dizer amo-te. Podem ser mais originais e colocarem mensagens diferentes. Vale tudo. Sejam originais. Aproveitem para dizer o quanto detestam aqueles boxers roxos que ele usa, ou como adoram a voz de bagaço dele ao acordar. E também não tem que ser o carro. Se o sujeito não tiver carro,podem sempre encher qualquer outra coisa que o vosso mais-que-tudo utilize. (E depois deliciem-se a vê-lo demorar horas para descolar os papeis). E antes que comecem já a dizer que dá muito trabalho e mimimi , há empresas que fazem isto. Se estiverem mesmooooo interessadas(os), eu posso procurar e deixar-vos o contacto. Quem é amiga, quem é?

 

diadosnamorados0.jpg.jpg

 

2. O pote que o lembra todos os dias o porquê de o amarem: e que provavelmente vos lembrará também quando acharem que o amor está a sumir-se mais rápido que uma nota de 50€ nos saldos da zara. Esta ideia é do mais simples que há. E além disso fica muito económico. Basta encontrarem um pote grande e meterem lá para dentro 365 papelinhos. A ideia é a pessoa tirar um todos os dias e ficar derretida quando ler cada papel. Dá um bocadinho de trabalho, é verdade. Mas fica fofinho, não acham? Digam lá se não gostariam de receber um pote com 365 coisas boas acerca da vossa pessoa?

 

namoradosss.jpg.jpg

 Gostaram das ideias? Esperem pelos próximos posts, que tenho mais sugestões. Sugestões tão boas, capazes de fazer as pedras da calçada chorarem de emoção.

 

2 comentários

Comentar post