Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um dia faço um blog

E quando somos nós a andar para junto do precipício?

Convido-vos a ver com atenção esta curta-metragem, The Last Knit de Laura Neuvonem, e a tentarem compreender a mensagem que transmite.

 

"Diferente daqueles hábitos ou costumes que a maioria das pessoas tem, os comportamentos obsessivos são aqueles que aprisionam o indivíduo que, mesmo diante de grande sofrimento ou riscos evidentes, não consegue se libertar. A personagem no vídeo está claramente determinada a tricotar, sem parar, mesmo que isso lhe faça mal ou represente riscos contra sua própria vida.

É claro que o ato de tricotar surge como uma ilustração para outras situações que aprisionam (relacionamentos destrutivos, por exemplo) e também para pensamentos obsessivos."

 

No fundo, acredito que a grande maioria das pessoas já passou por algo deste género. Quer seja numa relação ou até mesmo num emprego. As pessoas têm tendência a alimentar situações que não lhes trazem benefício algum, mas muitas vezes não conseguem cortar o mal pela raíz. Quanto mais as alimentam, mais difícil é cortar com elas. É preciso muita força de vontade.

 

fonte: psicologiaacessivel.net