Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um dia faço um blog

Modinhas - Parte I

1. Sushi:

Agora está na moda o peixinho cru. Acho piada, até porque há uns tempos atrás sempre que ia a um restaurante de sushi estava sempre às moscas. A maioria das pessoas torcia o nariz. Agora não. É o enfardanço desalmado do típico arroz enrolado em algas com um pedaço de salmão por cima.

Calma, não estou a mal dizer do sushi. Até porque sou grande apreciadora. Mas esta modinha tornou quase toda a gente adoradora de sushi. Não acho que seja qualquer pessoa que possa gostar. A maioria das pessoas não consegue diferenciar algo de qualidade de um sushi de segunda categoria. E depois claro, é im-po-ss-í-vel ir ao sushi e não pôr foto no instagram antes sequer de agarrar nos pauzinhos. Mas bom, é respirar fundo e esperar que a modinha passe para finalmente voltar a poder movimentar-me dentro de um restaurante sem ter que me desviar da fila de cinquenta pessoas que estão à espera de mesa para jantar.

 

2. Corridas:

Ui, esta deixa-me com os nervos esfrangalhados. Então mas agora toda a gente adora correr? Agora toda a gente faz 10 kms por dia e vai a maratonas nos fins-de-semana? A foto para o facebook não pode faltar. Nunca. E há que deixar o iPhone a carregar bem durante a noite porque se a bateria falha a meio da corrida é o cabo dos trabalhos. E depois já não dá para pôr o mapa, que era para ser postado com a contagem dos quilómetros e com o percurso.

Bem, eu acho que isto das corridas pegou de tal forma que é capaz de ser daquelas coisas que batem forte mas passam depressa. O que é pena, até porque uma modinha que inclua algo saudável é sempre positivo.

Eu, meus amigos, não gosto de correr. Choquem-se à vontade. Não gosto. Vou todos os dias ao ginásio. Contrariada mas vou. Mas a correr maratonas é que ninguém me vai conseguir convencer. É lamentável, eu sei. Mas é o que há.

 

3. Pessoas tóxicas:

Esta é especialmente engraçada. É que a lógica da batata funciona aqui muito bem. O meu feed de notícias do facebook foi invadido pela publicação que nos informa, como se de algo extraordinário se tratasse, que devemos evitar pessoas tóxicas. E o que são pessoas tóxicas? Perguntam-me vocês que não estão dentro da moda mais in do momento. Ora, são pessoas que nos fazem mal. E qual foi a brilhante conclusão deste estudo ? Que nos devemos afastar dessas pessoas e evitá-las o máximo possível. Não é genial? Com isto gerou-se a corrente que poderia primar pelo nome "vamos evitar pessoas tóxicas e mostrar o quanto somos bons com lógicas estupidamente óbvias". E pronto, é ver este mundo e o outro a falar desta descoberta como se tivessem descoberto vida na lua. Isto faz-me lembrar a história da reportagem da sic acerca do consumo de açúcar. Mas isso já é assunto para outro post.

 

To be continued.

2 comentários

Comentar post