Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um dia faço um blog

Pela boca morre o peixe OU que porra aconteceu ontem no Walking Dead?

Tenho que confessar que achava ridículo quando se começou a falar da série de zombies mais famosa de sempre. 

A minha irmã começou primeiro que eu a ver o Walking Dead e demorou imenso tempo a tentar convencer-me a começar a ver a maldita série. Achava estúpido, pronto. Aqueles grunhidos provenientes dos mortos-vivos que ia ouvindo, uma vez ou outra,através do pc da minha irmã, eram extremamente irritantes, daí nunca tive grande vontade porque não achei que se enquadrasse nos meus gostos. 

Afinal de contas, que história poderia estar por detrás de um mundo que se transformou num depósito de gente que está mortas mas também está viva mas sem vida, que come gente com vida mas que não vive e que se multiplicam enquanto grunhem de forma extremamente enervante?

Ora ora, e não é que pela boca morre o peixe? Comecei a ver The Walking Dead há uns meses e tenho a dizer que adormeci imensas vezes no primeiro episódio. Quase que desisti de ver o segundo episódio sob pena de voltar a adormecer. Mas não. Comecei a ir gostando do enredo e pimbas, vi tudo de empreitada e dei por mim esperando ansiosamente para que saísse esta nova temporada. Nos entretantos comecei a ver The Fear Walking Dead que está relacionada com a primeira, com personagens e histórias diferentes, mas que também me prendeu ao ecrã. 

Bom, e agora que admiti esta minha adoração por histórias de zombies, vamos lá falar deste primeiro episódio desta nova temporada, correndo o risco de estar a falar absolutamente sozinha e de ser a única que estava em pulgas para o regresso da série.

Sem querer ser spoiler, alguém me consegue dizer que raio se passou no final daquele episódio? Quem foi o estupor decidiu buzinar naquela altura? Palpites, palpites, palpites!

Esta é a minha aposta:

deanne.jpg

6 comentários

Comentar post