Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um dia faço um blog

A busca interminável pelo vestido perfeito.

Vou ter um batizado no Domingo. Como bela portuguesa que sou deixei tudo para a última da hora. Ontem lá fui eu enfiar-me no colombo na busca do vestido perfeito.

Entrei motivada e entrei em cada loja com expectativas elevadas. Não queria gastar muito dinheiro mas também sabia que estamos em época de saldos, quem sabe conseguisse uma bela pechincha. Não consegui. Saí de lá furiosa e de mãos a abanar. Mentira. Comprei uma pacote de molas para a roupa e uma blusa a 3.50€ na primark (muito gira, já agora).

Com esta brincadeira toda cheguei ao final do dia sem nada. Nem vestidos nem sapatos.

Para ser sincera acho que o colombo é um pouco disfuncional. Não sei, talvez seja porque prefiro tudo o que é mais pequeno e condensado, mas tenho sempre a sensação que aquilo é uma bela confusão.

Fui para casa deprimida a pensar que fracassei profundamente na minha missão de encontrar um vestido.

Eram 18h30 e a maioria das lojas fechavam às 19h, excepto as dos centros comerciais. Estava bem lixada. Chego à minha rua e começo a entrar desesperadamente em todas as lojas que rodeiam a minha casa. Eu já não queria um vestido perfeito, bastava ser um vestido qualquer e que, de preferência, não me custasse os olhos da cara.

Entretanto entrei na loja que foi a minha salvação. Comprei lá o vestido, já pertinho das 19h, e saí de lá com a sensação de dever cumprido. Ainda aproveitei um desconto de 20% , por isso nem pensei duas vezes.

Depois mostro-vos o vestido. Não é de babar, confesso. Mas é bonito,serve para o efeito, e é daquele género de vestidos que sei que não vou deixar arrumado para nunca mais ser utilizado. É num tom rosa velho e tem uns detalhes engraçados.

Nota mental para o próximo evento: JAMAIS começar a busca pelos grandes centros comerciais. Lojinhas de rua e pequenas revelam-se bem mais proveitosas.

Vamos falar de decoração #1 - Um dia faço um closet.

Não sei se passaram também por essa fase, mas a verdade é que quando eu quando era miúda passei por uma altura em que apanhava tudo o que eram revistas de decoração. Tinha o hábito de pegar nelas e passar horas a escolher o que queria e depois deixava-as discretamente em cima da mesa para que os meus pais vissem.

Aliás, antes de querer ser pediatra quis ser decoradora de interiores. Hoje não sou uma coisa nem outra mas continuo a adorar crianças e a babar-me por decoração. Gosto de me sentir verdadeiramente em casa, de sentir que tudo o que me rodeia me aconchega e que posso realmente chamar de lar.

Ter um closet como deve ser é o meu novo desejo. Queria fugir aos típicos roupeiros (ou armários, caso prefiram chamar assim) que toda a gente tem. Queria mesmo um espaço que fosse designadamente guardado para as minhas mulherices.

Não sei se já conhecem a Homify. É um site que fala de TUDO o que tenha a ver com casas. Descobri um artigo que dá ideias muitos práticas para construirmos os nossos próprios closets sem gastar muito t€mpo (se é que me entendem), de forma prática e ao alcance de qualquer um.

Uma das ideias é aproveitar o sotão. Realmente é algo que nunca tinha pensado. Há muita gente que tem sotãos em casa que não são bem aproveitados, e com alguma paciência pode realmente virar um closet bem catita.

closetsotao.jpgCréditos da imagem: Meine Mobelmanufaktur GMBH/Homify

 

Esta é apenas uma das ideias. O artigo que li apresenta outras bem práticas, mesmo para quem não tem sotão em casa, e que podem ser bem úteis para quem anda com vontade de construir algo funcional e com o seu quê de requinte.  Outra delas é aproveitar um espaço improvável, por exemplo uma dispensa. Mesmo não sendo um espaço propriamente amplo, é ideal para ser aproveitado em termos de organização. Esta ideia da dispensa pode ser ideal por exemplo para a organização de malas, sapatos e bijutaria. Simples, barato e funcional. É o que se quer, certo?

closetdispensa.jpg

Créditos da imagem: Alix Reymond - Architecte/Homify

 

Recomendo que vejam as restantes ideias do artigo onde fui fanar estas imagens, basta clicar aqui.

 

* Rubrica em parceria com a Homify.